“Aprendi com a primavera
a deixar-me cortar
e a voltar sempre inteira”.
(Cecília Meireles)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *